Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 74
Data de inscrição : 13/02/2017
Idade : 21
Localização : Goiânia, Goiás, Brasil

Player
Nickname: Alice Kimcrow
Atributos:
AtributosRank
FORE
AGID
VIGE
PERD
ENED
CARF
Ver perfil do usuário

Carta de Anred Fledcrow

em Sex 19 Jan 2018 - 12:47



Gazeta de Griavere

Alfirin Barad, 11 de Outubro de 20, D.C.

Sua dose diária das notícias de Griavere | 02944ª ed. | ano 0008

20 Anos d'A Corrupção: Entrevista Especial

por Beoda Joanton

Em entrevista à gazeta, Anred Fledcrow, um dos poucos combatentes que sobreviveram às primeiras batalhas contra os Corrompidos. Fledcrow, era, na época, um recruta, e esteve presente na primeira invasão das criaturas, e assistiu boa parte da história se formar.



"É realmente triste, pensar que muitos nasceram no ano maldito e várias crianças jamais viram um ambiente que não fosse de pura guerra e ódio. Hoje em dia não existe mais Londor, apenas Terra de Ninguém. Pobre país, ter seus campos tornados em deserto depois de tanta discórdia e devastação. Eu percebo medo nos olhos dos mais antigos, e confusão naqueles mais novos, eles não sabem porque e como chegou a tudo isso... mas eu sei, eu me lembro. Fui um dos poucos que chegou a ver a invasão. Maldito seja o Rei Morto e seu exército! A pelo menos vinte anos ele apareceu, dizem que alguns magos foram enviados para deter sua ascensão, mas estes falharam miseravelmente. Tão grande foi seu caos que nossa civilização começou a contar o tempo após sua vinda, escrevendo na história com Depois do Corrompido.

Em algum lugar, muito depois do Continente Corrompido, existe uma ilha. Como era chamada? Mallet, se não me engano. Foi de lá que tudo veio, tanto esse demônio como as feras. Alguns os chamam de bestiais, outros de humanoides. Mas muitos dos antigos os ainda chamam de monstros. Crias de uma aberração das trevas a tempos esquecida, onde seu nome, mesmo que não lembrado, ainda causa calafrios até mesmo em um recém nascido. Adentrou tão profundamente nas magias obscuras que até mesmo seu nome possui algo maléfico. Estou com calafrios e sequer soube seu nome, a mera intenção de pensar em tal já nos causa isso. O próprio Rei Morto é um experimento dele, lendas contam que este fora um Rei que desejava acabar com seu reinado e liderou uma grande pesquisa para detê-lo. Quando finalmente conseguiu, Vokun apareceu e destruiu tudo e transformara toda sua população em aberrações. Incluindo o próprio Rei. Não me pergunte de onde tiraram esse nome pra essa coisa, disseram que foi de alguma ruína ou pedra abandonada, não me importa! Algo nessa palavra ainda traz certo medo, mas é muito menos tenebroso. E como!

Mas onde eu estava? Ah, sim. Os bestiais. Sim, de fato eles não são coisas naturais. Eles vieram junto com a praga da corrupção, boatos dizem que já foram humanos mas, Vokun misturou suas vidas com animais e os aprisionou dentro de um castelo. Os magos que foram à Mallet os libertaram e estes vieram para nosso mundo, rebelar-se contra seu criador. Ainda não me agrada sua presença, mas aparentemente a nova geração se acostumou com sua aparência. Mas ainda há muitos de nós que não nos damos bem com eles. Ao menos eles estão nas fronteiras, lutando junto de nosso povo, em sua maior concentração. Ainda vejo alguns deles nas cidades tentando se adaptar a uma vida mais calma, mas, pessoalmente, acho que eles deveriam lutar até a morte nas fronteiras e não nós! Eles que são amaldiçoados, não nós humanos.

Por sorte, os mais poderosos magos elementais se juntaram para criar uma grande cordilheira para nos salvar. Se não fossem por eles, talvez já tivéssemos sido completamente destruídos. Infelizmente, os que não morreram durante a conjuração pereceu durante os combates. Apenas um deles ainda vive, Theodor Almat. Deve ser o homem mais velho do mundo, se isolou completamente da sociedade após a morte de todos seus discípulos. Ninguém sabe para onde ele foi, talvez ele conseguisse mudar o rumo de nossa batalha mas dizem que seu coração se fechou endureceu como uma rocha e partiu sem olhar para trás. Eu o acho um covarde, mas há quem o chame de sábio. Não gosto de pessoas que fogem."






Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum